terça-feira, 19 de setembro de 2017




Real - Marlon cedido ao Camacha

Acabou por confirmar-se o que se prognosticava nos últimos dias do mercado de transferências: com espaço muito reduzido para competir no Real, mesmo tratando-se de um polivalente, Marlon foi mesmo emprestado.

A enorme concorrência existente para o meio-campo e eixo defensivo na turma de Monte Abraão conduziu à saída temporária num empréstimo ao Camacha, para onde o médio de 22 anos saiu de forma a jogar com regularidade. A Madeira acabou por revelar-se uma boa solução para Marlon Costa que aproveitou o prazo permitido pela FPF para a inscrição de futebolistas profissionais, que se concluiu na passada 6a feira.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017



Oriental a viver o melhor momento desde o arranque

Parece ter encontrado o melhor rumo o Oriental que viveu uma semana perfeita - depois de ter alcançado no passado Domingo a primeira vitória oficial da temporada no Campeonato de Portugal, voltou a demonstrar um período ascendente de forma ao ter efectuado no Caixa Futebol Campus um jogo-treino com o Benfica B que terminou novamente de forma favorável à turma de Marvila que não contou com o seu capitão, Marco Bicho, mas realizou uma excelente 2ª parte na qual apontou três golos e dessa forma reverteu uma desvantagem de 0-2 ao intervalo.

Na etapa complementar do jogo-treino realizado no Seixal na manhã desta 4ªfeira o emblema grená necessitou de 30 minutos para chegar ao golo por Victor Veloso, Hugo Machado e Diogo David, deixando sinais indicadores muito risonhos para a jornada seguinte do CPP que o colocou em sua casa recebendo o Sp. Ideal, dos Açores, para alcançar nova vitória, novamente pela margem mínima, graças ao tento solitário de Victor Veloso.

sábado, 16 de setembro de 2017



Um Vitória de Setúbal que há mais de três anos não vence no Restelo e o empate já não estranharia; após a realização do desafio, muito menos, apesar de o emblema sadino ter demonstrado individualidades a ter em conta: ameaçou num remate cruzado de Léo Chão apenas detido pelo travessão aos 21 até finalmente se adiantar aos 32 através de cruzamento rasteiro de Miguel Rodeia para junto da pequena área. Como ponto negativo, vislumbraram-se alguns alívios deficientes da defesa vitoriana que poderiam ter prejudicado o resultado final, uma divisão de pontos que se ajusta.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017




A escolha para Jogador do Ano para a AP MiniFootball envolveu uma disputa entre dez atletas que este ano se distinguiram na modalidade, escolha que destaca uma temporada preenchida para Pedro Vieira, jogador que começou por representar o Minho no Torneio Inter-Regiões.

Pedro Vieira representou ainda Portugal no Campeonato da Europa de selecções participando em todos os desafios enquanto ao nível de clube ajudou a ARCOV a realizar uma época de destaque na qual conquistou Campeonato e Taça Regionais do Minho e o segundo lugar nacional com a participação da equipa na Final da Elite Final Nacional da SuperLiga. Pelo meio, ainda representou a IDFG Allfruit, também em Futebol de Sete.

Vieira assegurou a distinção com um total de 36,7% dos votos, uma vantagem ainda assim substancial em relação aos seus oponentes, Vinhas, Kareca, Nuno Capela, Armando Gomes, Pedro Costa, Sérgio Silva, Darlan Ribeiro, Filipe Abrantes e José Sousa, por ordem classificativa.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017



Águias B que se mostram de classe A

Os tentos marcados até ao momento pelo Benfica B na Ledman LigaPro têm apresentado vários valores com impacto imediato e um claro potencial de crescimento, podendo nesse prisma claramente falar-se de Keaton Parks, médio praticamente infalível no passe curto e movimentação, ou ainda da capacidade rara dos cruzamentos/remate de Pedro Amaral pela lateral esquerda, a eficiência a finalizar de Heri, a apetência demonstrada pelo defesa central Ferro em servir a partir da defesa os seus colegas de ataque como Alan Junior.

A acção de desgaste de Alan Junior torna possível a concretização das intenções de Hélder Cristóvão, treinador do Benfica B e que ainda na última 6ª feira descrevia em conferência de imprensa que “há alguns anos que cá estou com esse objectivo, fazer os jogadores evoluir em diferentes variantes tácticas - durante um jogo, variamos entre o 4x4x2, o 4x3x3, o 3x5x2...”, uma versatilidade táctica que pode conduzir este grupo de jogadores até sérios patamares competitivos.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017


MiniFootball – Liga dos Campeões com dois representantes lusos

Iniciou-se na passada 5ª feira em Terme Catež. na Eslovénia, a Liga dos Campeões em MiniFootball, que se disputou na variante de Futebol de Seis e que se estendeu até ao próximo Domingo contando com a presença das melhores equipas europeias da modalidade, estando Portugal representado por dois conjuntos.

As cores nacionais foram desta forma representadas pela Lusitânia Lourosa/Florgrade, campeã nacional em título e proveniente de Aveiro, e ainda o Bonde Sem Freio, antigo campeão luso com sede em Lisboa, que partem para esta competição com a ambição de levar o mais longe possível a evolução do MiniFootball português entre as mais habilitadas equipas internacionais no decorrer dos quatro dias de competição.




Sortes diferentes para os lusos na Champions

Serão diferentes as reacções nas duas equipas portuguesas que participaram na EMF Champions League 2017, campeonato europeu de MiniFootball para clubes, que decorreu desde a última quinta-feira e se prolongou durante todo o fim-de-semana em Terme Catez, estância sediada na Eslovénia que recebeu as 76 equipas que disputaram em relva natural a competição que como as restantes provas internacionais foi jogada na variante de Futebol de Seis. No caso das duas representantes lusas, uma vitória na 1ª jornada da fase de grupos e uma derrota na 2ª.

No que respeita à campeã nacional em título, a Lusitânia Lourosa/Florgrade, que baqueou perante o campeão nacional polaco Dentim Clinic Katowice por claros 5-1 com o tento português a ser apontado por Hugo através de iniciativa individual já com o parcial em 5-0, um desaire que levou o conjunto de Aveiro a disputar a passagem à fase seguinte com o FC Laguna Pardobice, da República Checa, igualmente campeão em título no seu país, encontrando-se obrigado a vencer para garantir o apuramento directo ainda que o empate pudesse também ser suficiente para a qualificação.

Acabaria por não ser bafejada pela sorte a equipa proveniente de Santa Maria da Feira que sofreu um golo praticamente de entrada, restabeleceu a igualdade num período do jogo em que controlava por completo tal como faria até final, ainda que sem voltar a marcar ao ter desperdiçado várias ocasiões de perigo.




Dois pontos perdidos que significariam o afastamento da prova. Mais longe conseguiu chegar o Bonde Sem Freio, que se encontrava obrigado a pontuar na derradeira ronda da fase de grupos com o detentor do título, o Aramis SE Mad Dogs da Hungria.

Apesar da dificuldade que se antevia, o conjunto lisboeta venceu o seu mais cotado adversário e qualificou-se para a primeira ronda a eliminar, na qual teve pela frente o Polimark, da Sérvia, numa partida na qual o desgaste inerente ao facto de ter apenas 8 jogadores disponíveis, o Bonde entrou de forma pressionante e adiantou-se no marcador com livre directo superiormente cobrado por Wallace, tendo até estado perto de ampliar o placard. No entanto, seriam os sérvios a marcar, empatando o desafio contra a corrente do jogo.

O cansaço que afectava a equipa de Lisboa retirou clarividência à partida que no entanto cresceu em emoção, com o conjunto sérvio a operar a reviravolta, o representante português a alcançar nova igualdade e finalmente com o 3-2 favorável à equipa dos Balcãs precisamente na última jogada do desafio quando já se antevia um desempate através da marca de grande penalidade.






terça-feira, 12 de setembro de 2017




Pedro Amador referenciado na Covilhã e a crescer em Sintra

Para além de reforçar o seu plantel, o defeso e a pré-temporada tiveram para o Sp. Covilhã a vantagem de referenciar possíveis mais-valias de futuro. Pode esse ser o caso de Pedro Amador, lateral esquerdo de 18 anos que na pretérita temporada se sagrou vice-campeão nacional de Juniores ao serviço do Belenenses, emblema no qual não prosseguiu com contrato profissional, tendo terminado a sua ligação aos azuis do Restelo para procurar clube de forma a entrar no futebol sénior e desta forma o esquerdino trabalhou durante boa parte da temporada com o plantel do Sp. Covilhã.

Amador impressionou os responsáveis dos leões da Serra e foi convidado a continuar no clube. No entanto, ao não encontrar espaço no imediato em virtude de a sua posição se encontrar (bem) servida por Reinildo Mandava e Paulo Henrique, o clube serrano propôs ao atleta rubricar contrato profissional no entanto com uma imediata cedência a um emblema a militar no CPP, no Norte do País, o que terá contrariado as pretensões do atleta, a quem não desagradava assinar para ser cedido mas dava primazia à zona geográfica da qual é natural e passou toda a sua carreira até ao momento.

O lateral apenas equacionava o empréstimo a um emblema colocado em Lisboa e arredores, não tendo por isso chegado a acordo para depois acertar contrato com o 1º Dezembro, que corresponde às suas pretensões (disputa o CPP, Série D, e é sediado em Sintra, próximo da capital) e onde de imediato conquistou a titularidade, mantendo-se referenciado pelo clube serrano e monitorizado para o futuro. No presente, o esquerdino vem dando boa conta de si e tem sido um dos indiscutíveis da defesa do emblema que para já lidera a Série D do CPP e promete atingir a Série de Subida às competições profissionais.