segunda-feira, 28 de dezembro de 2015



William deve ser devolvido

Em situação muito deficitária na Liga NOS, ocupando desde cedo um lugar de despromoção, a Académica deverá proceder a uma redução de efectivos e de custos no plantel, uma medida que será obrigatória antes de se partir para a obtenção de reforços que possam ajudar a equipa a assegurar a manutenção na principal competição do futebol nacional.

Na linha da frente para abandonar a Briosa estará o defesa William Gustavo, a quem nem sequer a polivalência que lhe permite actuar não só no eixo como também nas laterais defensivas lhe tem valido uma utilização frequente uma vez que ainda não mereceu qualquer minuto na Liga NOS e apenas disputou a encontro que valeu o afastamento da Taça da Liga e a goleada no terreno da secundária Sanjoanense pela Taça de Portugal.

A parca utilização a juntar ao facto de se encontrar no clube a título de empréstimo por parte do Grémio Anápolis fará com que o defensor de 23 anos seja um elemento dispensável no plantel conimbricense, pelo que deverá ser devolvido já na reabertura do mercado, desconhecendo-se no entanto se entrará na equipa uma contratação para a posição de defesa central nessa altura.