terça-feira, 20 de setembro de 2016




Série G - O que tem trazido o mercado (Loures)

Vem continuando a fortalecer o seu plantel, tendo juntado aos reforços provenientes de outros clubes vários jovens provenientes da sua formação e mais precisamente do seu plantel de Juniores, casos do médio centro Gonçalo Salvador, de apenas 18 anos, que realizou a sua estreia ao ter entrado no decorrer do triunfo sobre o At. Malveira, e ainda o defesa central/lateral esquerdo Diogo Soares, de apenas 19 anos.

Lin Cui, ou Filipe, como é chamado no Campo José da Silva Faria, de 18 anos, alinha como lateral e pode preencher as faixas direita e esquerda (esta segunda a sua posição preferencial) e cumpriu toda a temporada 2015/2016 ao serviço dos sub-19 do clube; já o médio centro Zhang, de 19 anos, conhecido no clube como Javier, já havia deixado sinais promissores na época passada ao ter-se mesmo estreado como sénior no CPP ao ter alinhado em 3 encontros da Série G de Manutenção, assim garantindo o seu lugar no actual plantel principal do Loures.

Novidade também foi o ponta-de-lança Sérgio Nogueira que ao fim de poucos dias no clube preto e amarelo de imediato constituiu opção para o desafio ante o Real, adversário que defrontou enquanto titular, assim contribuindo para o triunfo da sua nova equipa.

Foi assim proveitosa a estreia do móvel atacante de 20 anos natural da Guiné-Bissau que chega a Loures após uma promissora temporada transacta ao serviço do Torreense, que defrontou o Loures por quatro ocasiões em 2015/2016 e ao serviço do qual apontou 7 golos num total de 27 partidas. Já André Marques fecha a baliza.

Uma das posições melhor apetrechadas num dos clubes que se encontra nos primeiros lugares da Série G do CPP, será a baliza, onde já se encontravam Rafa Cruz, reforço para a nova época contratado ao At. Malveira, e Nuno Hidalgo, um dos capitães que transitou desde a época anterior. Apesar de ambos oferecerem todas as garantias a Luís Silva, os responsáveis pelo emblema preto e amarelo entenderam por bem juntar mais um nome ao leque, procedendo à contratação de André Marques, que alinhava no Pinhalnovense.

Com efeito, embora Rafa Cruz venha tendo um excelente início de época, o facto de Hidalgo muitas vezes se ausentar devido aos seus compromissos no Futebol de Praia, vertente na qual se mantém em competição, levou a que a Direcção, em consonância com a equipa técnica, tenham decidido avançar para a contratação de Marques, de 27 anos, evitando assim quaisquer riscos de ver a sua baliza limitada ou enfraquecida.

Também Jessy Neves, atacante que actua predominantemente como extremo, reforçou o clube; o angolano de 24 anos actuou na época transacta ao serviço do Casa Pia, conjunto no qual era tido como uma espécie de 12º jogador, a primeira opção a partir do banco de suplentes para garantir intensidade à frente ofensiva dos gansos, papel que poderá agora repetir em Loures.