quinta-feira, 22 de setembro de 2016




Série G - O que trouxe o mercado (Casa Pia) 

Entre os vários reforços que chegaram durante o defeso, o Casa Pia alterou sobremaneira o seu ataque, tendo para o eixo garantido Ramião que para já convence o técnico Tiago Zorro como demonstrou por  exemplo na visita ao terreno do Oriental que acabou por ser positiva para o Casa Pia sob todos os aspectos, não apenas no resultado final (vitória por 2-0) e subida a um dos dois lugares de acesso à Série de Subida, como também pelo facto de ter permitido ao treinador ‘ganhar’ uma fortíssima opção para a sua frente de ataque visto ter tido na alteração implementada nesse sector uma das razões para o sucesso nessa deslocação ao terreno de um adversário difícil que se apresenta como um rival directo na luta pela subida à Ledman LigaPro.

Com efeito, o ponta-de-lança Amândio Ramião, de 23 anos, que havia apenas jogado 12 minutos nas duas primeiras jornadas da Série G, aproveitou a oportunidade que lhe foi concedida pontificando como uma das melhores prestações individuais da sua equipa e apesar de não ter marcado foi mesmo o grande causador do lance que resultaria no segundo tento dos gansos ao armar um poderoso remate para defesa incompleta e posterior recarga de um dos seus companheiros e também ele um dos reforços mais notados para a linha ofensiva como é o caso de Sócrates Pedro. Perante as suas performances, ambos os atacantes mantiveram o lugar na jornada seguinte na qual o Casa Pia recebeu o 1º Dezembro.

O último de todos a chegar acabou por ser Bruno Teixeira do Nascimento, simplesmente conhecido por Bruno, de 20 anos, que alinha como lateral esquerdo e chega ao clube lisboeta após ter representado nas últimas épocas a equipa sub-20 do Red Bull Brasil.

A contratação de Bruno visa agora oferecer concorrência ao indiscutível titular e capitão de equipa, Zinho Fonseca, visto que para o outro reforço recrutado pelo Casa Pia para esta temporada no Brasil, Vinícius Trinca, inicialmente contratado como lateral, estará reservado um papel mais adiantado no terreno, sobre o meio-campo. Chegado recentemente a Portugal, o esquerdino trabalha às ordens de Tiago Zorro de forma a constituir opção sem qualquer tipo de constrangimentos.