sexta-feira, 11 de agosto de 2017



Após a confirmação de que não disputaria a Série de Subida do CPP, no Loures foram vários os futebolistas a deixar o clube, especialmente aqueles que não vinham dispondo de minutos de competição. Um deles foi o extremo Jessy Neves como auge de uma temporada abaixo das expectativas na qual nunca se assumiu como opção para a equipa titular mesmo após ter chegado ao Campo José de Silva Faria com um interessante estatuto granjeado no Casa Pia, clube pelo qual se assumia como unidade influente normalmente lançada a partir do banco de suplentes.

Ao contrário de Pina Manique, onde se assumia como uma espécie de ’12º jogador’ capaz de contribuir para algumas das vitórias dos gansos, o extremo de 25 anos não vingou em Loures, onde chegou a acordo para a desvinculação, tendo-se encontrado em busca de um novo clube para dar continuidade ao seu percurso até ao passado mês e por esse motivo o seu processo foi ainda permanecendo na Federação Portuguesa de Futebol, surgindo ainda inscrito pelo Loures muito embora já não fizesse parte do plantel às ordens de Luís Silva, até então.

Após alguns meses sem clube, Jessy irá competir fora das competições nacionais ao passar a jogar na I Divisão da AF Setúbal ao serviço do Amora, onde esperará reabilitar a sua forma física e acima de tudo desportiva de forma a regressar a escalões de maior qualidade e atenção mediática.