quinta-feira, 21 de janeiro de 2016



SECA DE RESULTADOS CONTRA A CHUVA DE GOLOS

Tal como se dizia pelas bancadas, seria impossível ou pelo menos muito complicado exigir uma vitória à equipa de Juvenis da SR Catujalense face à diferença de valores, opções e até orçamento e condições de trabalho para a equipa do Loures mesmo neste Campeonato representada pela sua equipa B. Por conseguinte, não surpreende o resultado.

O Loures visitava o Catujal como favorito, com uma série de três encontros consecutivos sem perder perante um adversário que contava com uma convocatória de apenas 13 jogadores sendo que dois deles alinham como guarda-redes, o que limita ao máximo as alternativas a recorrer durante a partida, uma situação que vem sendo recorrente e que parece de difícil resolução no clube.

A principal debilidade na equipa da Catujalense esteve na abordagem e comportamento revelada por alguns dos poucos atletas com que esta equipa conta para as suas partidas, exemplos como uma atitude que Manuel Marques já havia tido em jornada anterior:

O médio abandonou o terreno de jogo quando a partida apenas somava… dois minutos. Este acto irreflectido obrigou o companheiro de equipa Marco a entrar em campo sem sequer ter oportunidade de aquecer, para lá de outros desentendimentos.

Alguns deles foram verbais e visíveis entre os elementos da defesa, e a passividade revelada quase pela totalidade da equipa, questões que facilitaram a tarefa do Loures B e às quais a equipa preto e amarela é alheia, tendo ainda feito alinhar três ex-jogadores da equipa catujalense, Iuri Martins, Delfim e o capitão de equipa, Hugo Santos ‘Malhola‘.

Composta por bons valores individuais, o Loures B saiu para intervalo vencendo por 3-0 de forma absolutamente justa. À passagem da meia hora o resultado encontrava-se em 0-2 através de tentos apontados aos 10 e aos 30 minutos,

Primeiro foi o defesa catujalense Ramires quem procurou impedir sem sucesso um golo de Nivaldo que seria inevitável, tendo sido o último jogador a tocar no esférico antes de transpor a linha de golo e aos 30 num livre lateral pela direita picado por Patrick para a linha de golo onde surgiu Bakar a confirmar o tento.

Aos 38 chegaria o terceiro numa jogada na qual o Loures B tirou proveito da passividade da defesa da casa com um contra-ataque convertido com um jogador completamente isolado, Miguel Pinto, que a passo (!) tocou o esférico para o fundo das redes. Após o descanso, a equipa visitante ampliou a diferença através de um auto-golo de Miguel Santos aos 49 e mais um tento visitante por Gonçalo Costa antes da reacção da equipa da casa.

Com a derrota praticamente sentenciada, a Catujalense subiu de produção, gizando algumas jogadas de futebol envolvente e algumas oportunidades de golo desperdiçadas antes e depois do seu golo de consolação, apontado por Hugo aos 65 minutos.

Numa boa conclusão na qual colocou o esférico por cima do guarda-redes visitante o jovem médio estabeleceu o 1-5 final, a nona derrota em 13 encontros para a equipa do Catujal que não vence um encontro há já oito partidas, datando a última vitória, perante o Olivais e Moscavide, de 22 de Novembro, conseguida por este conjunto que partilha a penúltima posição com esse mesmo adversário e na próxima jornada visita o último classificado Palmense B.


Marcadores: Hugo (65); Nivaldo (10), Bakar (30), Miguel Pinto (38), Miguel Santos (49, auto-golo) e Gonçalo Costa (51)