domingo, 23 de outubro de 2016




Aniversariante Oriental festeja a dobrar

Havia motivos para que se engalanasse a Sede Social do Oriental: afinal, o histórico clube lisboeta assinalava duas datas históricas, relativas ao 70º aniversário dos marvilenses enquanto clube unificado e ainda os 105 anos do mais antigo clube entre os três que se fundaram, o Chelas FC.

Como tal, anfitrião da sessão, o Presidente da Direcção do Oriental, José Fernando Nabais, expressou a importância de o clube deter como ponto alto o facto de ser ainda pertencente a todos os seus associados.

Após a abertura dos trabalhos, a cargo do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Alexandre, que apresentou a composição da Mesa de Honra da qual fazia também parte juntamente com o Presidente da Câmara Municipal, Fernando Medina, assim como o Presidente do clube, o Presidente do Conselho Fiscal, Manuel Saraiva, os Vogais das Juntas de Freguesia de Marvila, Beato, Olivais e Parque das Nações, António Alves, Dr. Silvino Correia, Dr, Duarte Carreira e Figueiredo Costa, o Diretor da FPF, Rui Manhoso, o Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Ginástica, Dr. Luís Arrais, e o Presidente da Mesa da Assembleia Geral da AF Lisboa, o Eng. Carlos Teixeira.

Para além das várias homenagens, o clube expressou gratidão a alguns especiais apoiantes

Devido a questões de agenda para o Presidente da CM Lisboa, Fernando Medina, foi efectuada uma alteração protocolar com o edil lisboeta a tomar a palavra numa fase inicial e não no final como se encontrava previsto, tendo sido seguido pelo discurso de José Fernando Nabais, que aproveitou também para agraciar vários amigos do clube, destacando as empresas Repsol, Banco BIC e PPTV e ainda as individualidades Vítor Oliveira (construtor) e João Barbosa, técnico que conduziu o clube de regresso às competições profissionais há três épocas.

Seguiu-se a entrega de emblemas de 25 anos de associado a 33 sócios do clube assim como os emblemas de 50 anos de ligação a outros 15 associados, cerimónia que antecedeu a homenagem a três jogadores da fundação do clube, José Roçado, “o mais antigo jogador titular do Oriental ainda vivo e o primeiro camisola 7 do futebol português em campeonatos nacionais” e Mário Luz, ambos representantes da geração que competiu pelo clube em 1946, assim como o antigo internacional português Rogério Pipi, ausente devido a motivos de saúde relativos à idade avançada (94 anos).

Entre os presentes encontraram-se diversas personalidades ligados às principais entidades de Lisboa

Assinale-se que Pipi apenas representou o Oriental entre 1954 e 1958 depois de ter sido formado no Chelas FC, um dos três emblemas que se fundiram na criação do emblema grená, tendo conquistado o título de Campeão Nacional da II Divisão, ao passo que Roçado e Luz fizeram parte do chamado “plantel maravilha“ que ainda hoje é recordado com saudade em Marvila. Após a justificada homenagem a este trio, o Oriental prestou também um voto de apreço a uma dezena de associados já falecidos, entre eles antigos Presidentes, dirigentes, técnicos e atletas.

Para terminar, foi também feita em jeito de agradecimento a divulgação das instituições presentes com especial enfoque para Jorge Máximo, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Vieira, Vice-Presidente do Sporting e que segundo gracejou Fernando Medina visitou o “único clube com uma águia que quereria homenagear”, e João Paço, Vice-Presidente do Benfica.

Marcaram também presença no evento representantes de Futebol Benfica e Clube Oriental de Cachão, uma das filiais do clube, o Eng. Pedro Matos pela Repsol, Nuno Barbosa, o autor dos graffities que ilustram o Campo Eng. Carlos Salema, e a Dra. Ana Maria como representante da Federação de Andebol. Terminadas as apresentações foi assim encerrada a Sessão com um momento musical (actuação do Grupo de Cavaquinhos da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez) que antecedeu um beberete convívio que ’soprou as velas’ a mais um ano deste histórico clube lisboeta.