quarta-feira, 12 de abril de 2017




Oriental Dragon – Emprestar da distrital para a SuperLiga da China

Teve origem em Portugal um dos mais curiosos negócios do mercado da China, caso do defesa central Jiajun Huang que no espaço de poucas semanas passou de habitual titular no CPP, competição que disputava ao serviço do Pinhalnovense, para a Distrital da AF Setúbal, de regresso ao clube ao qual se encontra ligado, para por fim passar a jogar na SuperLiga do seu país, a China, e logo num dos clubes financeiramente mais abastados do país num negócio que envolve três emblemas controlados por dirigentes e capital chinês.

Com efeito, o defesa central de 21 anos pertence aos quadros do Oriental Dragon, clube criado para fazer competir nas competições distritais da AF Setúbal um grupo de futebolistas recrutados na China que em Portugal conhecem uma superior exigência competitiva, que acertou assim o segundo empréstimo da temporada para Huang, que havia cumprido um total de 18 desafios pelo Pinhalnovense, emblema também controlado por investidores de nacionalidade chinesa. Após ter conquistado o estatuto de titular em Pinhal Novo, o defensor foi assim cedido ao Jiangsu Suning.

O facto mais invulgar reside mesmo no facto de o Jiangsu se constituir o… quarto clube mais rico da China, que conta com futebolistas como o ex-benfquista Ramires ou o também brasileiro Alex Teixeira, pelo que aparentemente não teria qualquer inibição financeira para contratar a título definitivo um futebolista cujos direitos económicos continuam, desta forma, a ser pertença de um clube inscrito no futebol distrital nacional. Um verdadeiro ‘negócio da China’…