domingo, 19 de julho de 2015




Pedro Alves aliciado pelo Chipre

Ao não ter chegado a acordo com o Oriental para prolongar o seu contrato, Pedro Alves passou a ser um jogador livre de compromissos, tornando-se um alvo bastante apetecível para vários dos clubes vizinhos do emblema de Marvila, sendo neste momento praticamente certo que o polivalente atleta permanecerá na zona de Lisboa na temporada que está prestes a começar caso não abandone o nosso País.

Com efeito, o médio de 32 anos possui em carteira duas possibilidades para continuar na Segunda Liga oriundas de Atlético e Mafra, assim como a possibilidade de regressar ao CNS para representar clubes como o Casa Pia, o Sintrense e o 1º Dezembro, que também já manifestaram o seu interesse em contar com o atleta que dará a conhecer o seu destino nos próximos dias. Para que o experiente atleta não permaneça na capital portuguesa existe ainda uma alternativa bastante forte e que passará pelo regresso a uma realidade que bem conhece.

Dois anos após ter actuado no Chipre, Pedro Alves continua a suscitar muita atenção nesse mercado, o que conduziu a um convite proveniente desse destino num emblema a disputar a Primeira Liga do país, tendo-se mesmo apontado que pudesse ser o Aris Limassol, precisamente o conjunto que no passado representou na sua primeira estada, o maior interessado, encontrando-se no entanto fora de hipótese face à sua presença na II Liga cipriota.

Essa é uma competição pouco convidativa para o médio que, sabe o NOVA ACADEMIA DE TALENTOS, está a ponderar aceitar uma outra oferta proveniente de um emblema de Liga principal, o que neste momento acentua a dúvida sobre qual o clube que irá representar em 2015/2016.