domingo, 11 de dezembro de 2016



Encarar Módicus como a UEFA Futsal Cup

Ainda há cerca de duas semanas, bastavam 12 golos a um leão que queria mais, que para pelo menos igualar o adversário com que discutia o lugar de acesso à Final Four, o Dynamo, encontrava-se obrigado a apontar uma enorme quantidade de golos que acabou por não ser problemática para o Sporting.

Passado esse tempo, a Liga Sport Zone oferece desafio semelhante com a visita da grande ensação da época até ao momento, o Módicus Sandim, frente ao qual os verde-e-brancos esperarão reeditar a sua melhor entrada possível da mesma forma que o leão se adiantou frente aos romenos do City’US Targu Mures, tirando proveito da qualidade de remate e em especial da sua meia distância para atirar para golos através de solicitações e até mesmo após primeiros ressaltos ou remates travados.

Leões podem dar-se ao luxo de perder pontos, tendo em conta a vantagem alcançada face à concorrência

Os golos sportinguistas vão chegando com uma cadência verdadeiramente impressionante, com poucos minutos de intervalo e com os scores a aumentar através de tentos de vários goleadores como Diogo, Dieguinho, Varela, Déo (exímio na assistência), Pedro Cary e especialmente Fortino e Diego Cavinato.

Dezenas golos em partes de apenas 20 minutos de jogo que têm espelhado a diferença entre os verde-e-brancos e os restantes conjuntos e que vêm fechando uma esmagadora época no Campeonato até ao momento que oferece ao Sporting a importante vantagem de poder a dada altura empatar face à pontuação já conseguida, isto já depois de garantir a ambicionada passagem à Final Four da UEFA Futsal Cup. Quem sabe esta tarde não será de ‘tropeço’ ante o perigoso Módicus…

As declarações de Nuno Dias, treinador do Sporting, são claras e apontam no sentido de que “o objectivo não poderia passar só por vencer,” o que ilustra bem a ambição dos futsalistas leoninos nesta temporada. Antes de um derby em Futebol, hoje o Futsal oferece um aperitivo a ter em linha de conta.