segunda-feira, 23 de novembro de 2015





Estádio das Seixas - Malveira

AT.MALVEIRA
12- Raphael Cruz
22- David Rosa
4- N’Dame Djaura
5- Pedro Pedroso
3- Beto Baptista
6- Serifo
10- André Galamba
8- Leonel Filipe
(23- Rodrigo Pinto, 79)
18- Rui Batalha
7- Ricardo Viegas
(26- Pedro Rosário, 70)
9- Pedro Bonifácio ©
Treinador: Luís Silva
4x3x3

FEIRENSE
1- Makaridze
20- Micael Freire
(8- Tiago Jogo, 66)
2- Ícaro Silva
13- Mika Figueiredo ©
22- Serginho
6- Sérgio Semedo
14- Rúben Oliveira
10- Fabinho
19- Erivaldo Ferreira
77- Emma
(21- Kukula, 60)
9- Rafael Porcellis
(11- Filipe Vieirinha, 82)
Treinador: Pepa
4x3x3

Arbitragem: Bruno Jesus (árbitro principal), António Franco e Cláudio Maroto (árbitros auxiliares) - Lisboa
Disciplina: cartão amarelo para Ricardo Viegas (4) e Pedro Pedroso (90+2); Rúben Oliveira (51), Micael Freire (63), Serginho (87)
Marcador: Fabinho (58)

Figura - Makaridze - Feirense

Antes de Fabinho ter apontado o golo, o guarda-redes georgiano foi determinante para o apuramento com duas defesas de grande qualidade, mantendo a sua equipa no controlo do jogo.

Declarações

Gonçalo Neves - director para o futebol do At. Malveira

Estou aqui em representação do nosso treinador em virtude de estar castigado e por esse motivo ter achado que não deveria falar e já na semana passada a nossa vitória foi dedicada pelos jogadores ao Mister, somos um clube único que prima pelo bem receber. A Taça não é o nosso objectivo, se o Malveira conseguir a manutenção como na época passada esta Direcção pode ficar orgulhosa e neste jogo na realidade tivemos as melhores oportunidades de golo. 

Pepa - treinador do Feirense

No cômputo geral acabámos por ter mais bola, o que não aconteceu durante o jogo todo mas o encontro esteve sempre controlado. Quem acompanha o Ferense sabe que hoje não jogámos o nosso melhor, mas quando não tocamos violino, tocamos bombo. Ainda não jogámos no nosso estádio, que é a nossa casa, na Taça esta época, mas também sei o que é o Jamor e a festa que a Taça proporciona.