domingo, 15 de novembro de 2015


Villarreal, Middlesbrough, Schalke, Sochaux, Ajax, Anderlecht, Bešiktaš, Salzburg, Pribram, Vitorul, APOEL Nicósia, Midjyttiland, Celtic Glasgow, Hacken, Ludogorets, Brann, Domžale, Senica, Zimbru, Ravan, Kajrat Almaty, Puskas Akademia e Spartak de Moscovo.

Todos estes clubes têm em comum o facto de não fazerem parte da Liga dos Campeões no que diz respeito ao nível sénior mas devido a terem conquistado os campeonatos de Juniores em Espanha, Inglaterra, Alemanha, França, Holanda, Bélgica, Turquia, Áustia, República Checa, Roménia, Chipre, Dinamarca, Escócia, Suécia, Bulgária, Noruega, Eslovénia, Eslováquia, Moldávia, Azerbaijão, Cazaquistão, Hungria e Rússia tiveram direito ao seu lugar na UEFA Youth League.

Longe dos olhares da maior parte dos adeptos, estes clubes têm vindo a medir forças e a eliminar-se fase após fase para a partir do próximo Inverno ganharem uma importância acrescida, pois irão bater-se com as equipas que vierem a ultrapassar a fase de grupos da prova, como o fez já o Benfica, com o FC Porto também encaminhado para o fazer.

Vários destes conjuntos serão ‘ossos duros de roer’, como o Spartak, campeão russo composto por alguns dos talentos da nova geração desse país colocado no Leste europeu, e cresce a expectativa para perceber quem pode vir a surpreender…