quarta-feira, 24 de maio de 2017



I Estágio de Preparação para o EMF 2017 - Eduardo Barão

Apesar de ser uma das ‘incorporações’ mais recentes, Eduardo Barão surge no Estágio de Preparação para o Europeu de MiniFootball com ambições reforçadas de obter um lugar na convocatória para a Selecção Nacional, ou não tivesse no último Torneio Inter-Regiões aliado a conquista individual do prémio de Melhor Jogador da competição ao título colectivo alcançado como parte da Selecção de Alentejo&Algarve, conquistas sobre as quais também se pronunciou em discurso directo:


De entre estes 20 convocados, sendo o Eduardo um deles e com o conhecimento que possui sobre a equipa e todos os que aqui estão, até que ponto podem ser elevadas as expectativas para a equipa nacional tendo em conta a qualidade individual de cada um?

Muito honestamente, é a primeira vez que estou inserido neste projecto, não tive oportunidade de estar inserido nos outros e por isso não conheço assim tão bem quer as equipas contra as quais Portugal irá jogar, nem conheço muito bem as outras selecções.

No entanto, a ideia que tenho sobre estes jogadores pelo que tenho estado a ver é que é uma equipa bastante forte, com muita qualidade e temos aqui ex-jogadores que trouxeram alguma experiência e maturidade e ainda outros mais jovens que têm bastante qualidade. Penso que todos irão fazer diferença nos jogos e as outras equipas são boas, muito boas mesmo, e vamos trabalhar pelo melhor, iremos trabalhar para isso.

Até que ponto a concentração em estágio, que é sempre diferente do habitual, dois dias de trabalho, é importante para o desenvolvimento da própria equipa?

Torna-se fundamental pois tendo em conta que se trata de nível nacional apesar de amador, estes encontros permitem aos jogadores conhecerem-se e ganharem rotina enquanto equipa, conhecermos a forma de jogar e estarmos em campo e isso certamente irá ser um factor muito importante de aparecer uma boa perspectiva de resultados no Europeu e mais poderiam haver e só poderiam ajudar a nossa Selecção.

Em termos individuais, o facto de se ter sido considerado o Melhor Jogador do Torneio Inter-Regiões pode trazer algum tipo de vantagem no que respeita a uma eventual convocatória para o Europeu?

Não não, claramente que não, tenho noção de que o Inter-Regiões foi um torneio isolado que permite aos jogadores aparecerem mas o prémio que tive a felicidade de receber resume-se àquele torneio e a uma prestação apenas naquele torneio.

Uma prestação que foi boa e acabei por ser valorizado por isso mas longe de mim pensar que sou o melhor entre todos os jogadores aqui presentes pois tenho noção de que há aqui elementos com muita qualidade. Há aqui muito bons jogadores, naquele dia tive a felicidade de naquele dia as coisas me terem corrido bem e ganhei um prémio por isso, mas é um prémio que se resume simplesmente àquele dia. A partir de agora não tenho vantagem nenhuma: sou igual a todos os outros e o seleccionador irá escolher como entender.