domingo, 19 de março de 2017





MiniFootball - Selecção Nacional em acção novamente

Cumpriu-se esta 5ªfeira uma semana sobre a partida pela manhã desde o Aeroporto da Portela com destino à Tunísia a comitiva da Selecção Nacional em MiniFootball, que disputou logo a partir dessa 6ª feira o Torneio dos Campeões no qual defrontaram a selecção local a partir das 15 horas. Momentos antes da partida para o que será a primeira competição da equipa esta temporada, o recentemente apresentado seleccionador nacional, David Martins, e o Director Técnico da equipa, João Antunes, descreveram junto do NOVA ACADEMIA DE TALENTOS as expectativas que alimentam para o futuro próximo da equipa:

Começando pelo seleccionador nacional, que acumula o novo cargo com as funções de técnico principal do Olímpico do Montijo, que lidera a I Divisão da AF Setúbal, a ambição passa por fazer evoluir a modalidade - “aceitei o repto pela perspectiva e visibilidade que o projecto pode trazer a nível pessoal e profissional e o facto de ter representado Portugal nesta modalidade pode ser uma vantagem para mim.” Relativamente ao Torneio dos Campeões, David Martins aponta “nesta prova de estreia começar a criar bases e um grupo forte. É isto que identifico como prioritário.”

“A escolha do David partiu de uma base dos critérios que definimos e um dos nossos critérios passa pela continuidade do trabalho já feito pois estamos a falar de uma modalidade em evolução, ainda desconhecida e não seria proveitoso começar novamente com uma pessoa de raiz,” esclarece o Director Técnico da equipa nacional, João Antunes.

Também o próprio um futebolista em actividade, conhecido também por Bailão e que representou durante a primeira metade desta época o Casa Pia no CPP, o DT da equipa que representa Portugal em MiniFootball conclui que o seu objectivo pessoal “como Director Técnico da Associação para esta competição é preparar o Campeonato da Europa,” desejo que se estende a toda a restante comitiva que representará o País nesta prova internacional. 

Pela avaliação que é possível fazer relativamente à participação na prova internacional, o crescimento de Portugal na modalidade continua a evoluir de forma satisfatória, tendo alcançado o 4º lugar final e apresentado excelentes praticantes da modalidade como o próprio João Antunes, que capitaneou a equipa, João Trancoso ou Carlos Vinhas, trio responsável por grande parte das iniciativas ofensivas da equipa portuguesa numa competição na qual se deparou com adversários de enorme monta.