sábado, 8 de novembro de 2014



Rafael Reis: Jogaste hoje aqui em Alvalade contra o Sporting, em mais uma ronda de Champions. O que achaste da partida desta noite?
Óscar: O Chelsea jogou muito bem, falhou vários golos e podia ter saído com um resultado melhor, mas o resultado é bom.
Rafael Reis: Que visão fazes deste jogo e da tua prestação em campo durante os 90 minutos?
Óscar: Joguei bem, muito bem, não só eu mas também toda a equipa, que desperdiçou bastantes golos apesar de ter jogado bastante bem.
Rafael Reis: Em relação aos aspectos pessoais, hoje denotou-se um Óscar mais adiantado do que é habitual, mais junto ao avançado, o Diego Costa. Foi uma estratégia de José Mourinho para este jogo ou algo que já vem sendo trabalhado nos últimos tempos?
Óscar: Tenho estado a jogar mais na frente, como hoje, e neste jogo procurei ajudar bastante, criei bastante jogo e quase marquei também.
Rafael Reis: Quanto ao regresso da selecção do Brasil, como está o processo de recuperação da equipa?
Óscar: Está bem, vencemos dois jogos de preparação nos EUA, agora vamos para a China jogar contra a Argentina e o Japão, espero que vençamos de novo.
Rafael Reis: O que difere nos métodos de Dunga e de Scolari?
Óscar: É difícil dizer, jogámos apenas dois jogos, mas esperamos recuperar o nosso prestígio.
Rafael Reis: Obviamente não fizeste parte da última geração do Chelsea que conquistou a Premier League. Achas que a equipa está este ano preparada para recuperar o título?
Óscar: Esperamos que sim, estamos a jogar muito bem e começámos bem a Premier League, temos vários jogos importantes nessa prova e também na Liga dos Campeões e na FA Cup e esperamos vencê-los a todos.
Rafael Reis: Quais entendes serem os principais concorrentes da equipa pela conquista da Champions?
Óscar: Todas as equipas grandes. No que nos toca esperamos classificar-nos em primeiro lugar no nosso grupo e derrotar o adversário que se seguir.
Rafael Reis: E no que diz respeito à Premiership?
Óscar: Penso que passará pelo habitual ‘top 4’.